Home / Exercícios Físicos / Esportes de A - Z / Está pronta para experimentar o Fit Ballet?

Está pronta para experimentar o Fit Ballet?

A modalidade é uma aliada no controle do diabetes!

Quando as meninas são pequenas, muitas mães colocam suas filhas no ballet para que possam melhorar a coordenação motora, a disciplina e a reconhecer suas capacidades. Quando as crianças se identificam com a dança, tudo flui, e assim encontram resultados como aumento de concentração, aprendizado com noções de espaço e localização, mais resistência corporal, correção e melhora da postura, estímulo do desenvolvimento intelectual e da memória, integração dos participantes e melhora do equilíbrio e dos reflexos.

Pensando nestes benefícios, a academia Reebok Sports Club implantou o Fit Ballet. A modalidade conta com uma roupagem diferente: há mistura de passos da prática clássica com agachamentos, abdominais e exercícios para braços e peito para os adultos, que querem praticar a musculatura e gastar calorias, como também proporcionar saúde física e mental, por meio da dança.

A educadora física Silmara Matias Ribeiro da Reebok Sports Club detalha as vantagens da modalidade “alto gasto calórico, desenvolvimento da coordenação e do ritmo, graciosidade, delicadeza, aumento de tonus muscular e da resistência e melhora da capacidade cardiorrespiratória e da flexibilidade”.

Voltada para todos os públicos, independentemente da idade, a modalidade pode ser adaptada para ter exercícios mais leves ou moderados dependendo dos limites de cada um. Para realização da atividade, é necessário que os participantes usem roupas de ginástica e sapatilha de meia ponta, mas o ideal seria acrescentar collant, legging ou meia.

De acordo com a educadora “para as pessoas que têm diabetes, a prática dessa atividade ajuda no controle de peso e no gasto calórico, auxiliando no controle do diabetes. Mas para realização da mesma, é necessário controlar a glicemia, para não ter principalmente algum episódio de hipoglicemia”.

Mas para entender a dinâmica da aula, Silmara explica “os participantes começam sempre com um aquecimento geral, em seguida, há uma sequência com código clássico e alongamentos. Após esta etapa, há uma sequência de dança contendo movimentos de fortalecimento muscular para o corpo todo, e ao final há uma volta calma, para que as pessoas soltem os movimentos do corpo”.

A aula é composta por técnicas de ballet, pilates e exercícios posturais, que auxiliam o fortalecimento muscular e o realinhamento postural, além de unir o prazer da dança. Não é necessário treinar em uma sala de ballet, mas é importante ter o uso de barras fixas ou móveis, pois deixam as aulas mais produtivas.

“Esta modalidade veio para ficar, pois é uma opção para popularizar o ballet tradicional e é convidativa para todas as pessoas, pois além de promover todo benefício estético, a dança proporciona vantagens para a mente, como bom humor, alto astral, autoestima, concentração e motivação”, destaca a educadora.

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

monica_print

Conheça a trajetória de Mônica Santos com o Diabetes

Mônica Santos, 31 anos e há 19 diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1, licenciada em ...