Home / Como lidar com o Diabetes / Aprenda a escolher a escola e como incentivar o aprendizado dos responsáveis a respeito do diabetes

Aprenda a escolher a escola e como incentivar o aprendizado dos responsáveis a respeito do diabetes

A escolha da escola é uma decisão muito individual da família, independente do diabetes, é necessário levar em conta a estrutura, a metodologia de ensino, o custo, o espaço físico e a proximidade de casa. Segundo a Dra. Susana Chen, endocrinologista, “a melhor escola é aquela que você deixa seu filho e segue confiante de que ele ficará seguro e tranquilo durante sua estada”.

Mas há pais que se sentem muito inseguros principalmente quando o filho tem diabetes, Dra. Susana sugere dicas nesse caso, “o mais importante é que durante a seleção da escola, a família deve comunicar sobre a doença, procurar saber se há outras crianças com o mesmo quadro e sentir de que forma esta informação é recebida pelos integrantes da instituição, principalmente pelo diretor, coordenador e futura professora. Não há necessidade de que eles tenham experiência, mas se mostrarem ser receptivos e dispostos a aprender sobre os cuidados com a criança com diabetes, já temos o indicativo de que a escola poderá auxiliar no tratamento”.

Após esse contato, Dra. Susana orienta como os pais podem ajudar a escola a ter conhecimento sobre diabetes, “as informações sobre os cuidados com a criança podem ser passadas para a escola de uma forma mais prática e segura, enviando, por exemplo, um manual impresso com as informações necessárias para manuseio do glicosímetro, como proceder nas hipoglicemias e aplicação de insulina. Pode disponibilizar uma pequena tabela de contagem de carboidratos, contendo os possíveis alimentos que a criança poderá encontrar nos lanches e festinhas escolares”.

“Se a criança usa bomba de infusão contínua de insulina, um manual explicativo pode eliminar o pânico inicial de quem não conhece o sistema. Para isso, leia: https://www.debemcomavida.com.br/consumidores/entendendo-o-diabetes/cuidando-de-pessoas/cuidando-de-crianças.aspx).Uma outra maneira interessante de abordagem na escola é promover uma pequena reunião entre os pais e os integrantes da escola, para que sejam passadas as informações sobre os eventuais cuidados com o futuro aluno. Há também associações de diabéticos espalhadas por todo o Brasil que oferecem cursos periódicos de educadores em diabetes”, explica Dra. Susana.

Se os pais preferirem, Dra. Susana ainda oferece outra solução, “o médico pode promover uma palestra aos integrantes da escola, o que permite que sejam esclarecidas dúvidas, sendo esta uma maneira de tranquilizar a escola de que o diabetes não é um bicho de sete cabeças, que a criança diabética não vai apresentar intercorrências frequentes ou graves, se bem controlada. O contato telefônico e eletrônico do médico deverá constar na ficha médica da escola.

Em algumas instituições de ensinos, há técnicos de enfermagem que ficam durante todo o período escolar na enfermaria da instituição, mas na grande maioria das escolas não há este profissional, o que não impede que outra pessoa, uma vez orientada, aplique insulina na criança. Importante lembrar, que muitas crianças, a partir dos 8 anos de idade, em média, se auto aplicam, depois que o adulto ajustou na caneta ou seringa a dose a ser aplicada. Outro detalhe importante é que, habitualmente, as crianças fazem ao menos uma refeição na escola, o que significa, que ela vai precisar checar sua glicemia e corrigir se estiver com hipo ou hiperglicemia.

Dra. Suzana faz uma ressalva, “em casos de bullying ou de agressão moral, os pais devem entrar em contato com a direção da escola e ter a condução inicial. Se dentro da instituição, não resolverem da melhor forma possível cabe aos pais buscar o melhor para seu filho. O ambiente escolar deve ter um pouco do nosso lar, lá procuramos segurança, afeto, atenção, amor, individualidade, proteção e não apenas conteúdo pedagógico”.

Comentários

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

juntos

Roche Diabetes Care promove o Programa Juntos & Conectados em Sorocaba

A Roche Diabetes Care criou O Programa de Educação Continuada Juntos & Conectados para levar ...