Home / Consumidores / Bomba de insulina pode ser prescrita para as crianças! Conheça os motivos!

Bomba de insulina pode ser prescrita para as crianças! Conheça os motivos!

criançasA Bomba de Insulina é para todas as crianças?

Ter o diagnóstico de diabetes em uma criança faz com que os pais muitas vezes entrem em desespero! Mas passado o momento da surpresa, com o suporte de um bom médico e o conhecimento adquirido em associações de pacientes ou com experiências de outras pessoas com diabetes, o susto é superado e crianças e seus pais podem viver mais tranquilamente!

Em muitos países como a Eslovênia, a criança de qualquer idade, assim que é diagnosticada com a condição, o médico prescreve a bomba de insulina para que a família tenha mais segurança no tratamento e que o filho tenha menos episódios de hipoglicemia.

Mas para que haja a prescrição da bomba de insulina, o médico ou a equipe de profissionais de saúde devidamente capacitados precisam dar todo o suporte para a família, que segundo o endocrinologia Marcio Krakauer, engloba “compreensão do que a bomba pode fazer, e treino da colocação da cânula, cateter, sensor quando houver, e dos testes de glicemia capilar. Além disso, contagem de carboidratos, algumas características da bomba como basal temporário, e tipos de bolus diferenciado, e principalmente o que fazer em situações especiais ou de emergência”.

Além disso, é necessário que os pais e as crianças tenham cuidado com o equipamento em alguns momentos, enumerados pelo endocrinologista “toda atividade com água, deve ser desconectado e tentar ficar o mínimo de tempo sem a bomba, sendo o máximo de duas HORAS, e se possível, indicamos um “bolus” de insulina antes de desligar por um tempo maior (praia, piscina). Esportes aquáticos e que envolvem contato físico, como em lutas, é importante que a pessoa retire também o equipamento”.

A terapêutica é só contraindicada à família que não seguir as orientações da equipe de saúde e às crianças, que apresentem alguns casos de alergia a cola do adesivo da cânula, e infecção no local da agulha, mesmo que a família use a pomada antibiótica e não se adapte ao equipamento.

Mas se mesmo assim as famílias se sentirem inseguras, Dr. Marcio detalha os benefícios da terapêutica. “Acredito que a característica mais importante é que não há acúmulo de insulina, e, portanto, o risco de hipoglicemia é muito menor do que com a terapêutica das múltiplas doses de insulina. Mas o fato de as decisões das doses estarem na calculadora de bolus já confere uma segurança a mais aos pais”.

“A bomba de insulina é um tratamento muito importante e interessante para pacientes insulinizados, que têm alta variabilidade e grande risco de hipoglicemia. Pessoas que desejam usar, devem sempre procurar o médico para uma boa e franca conversa, antes de procurar as empresas ou outros usuários. Individualização é a palavra chave”, complementa Dr. Marcio Krakauer.

Comentários

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

onu_miolo

O que as metas da ONU têm a ver com você?

No final de setembro, ocorreu a Reunião de Alto Nível sobre Prevenção e Controle de ...