Home / Consumidores / Atividade Física e a Prevenção de Doenças

Atividade Física e a Prevenção de Doenças

Atividades físicas influenciam na prevenção do diabetes e de outras doenças?

Detail of young people jogging together in nature with sun setting behind them.

Emerson Bisan*

A Organização Mundial de Saúde recomenda 150 minutos por semana, divididos em cinco dias, com duração de 30 minutos para a prevenção de doenças ligadas ao sedentarismo.

Em relação ao diabetes mellitus tipo 2, na realidade, a sua prevenção consiste na  combinação de um plano alimentar balanceado, em uma rotina de vida onde se encaixem quaisquer tipos de exercícios regulares, onde mais importante do que fazer e quanto praticar é a regularidade, se exercitando diariamente e de forma equilibrada com exercícios cardiovasculares, cíclicos ou aeróbicos, que proporcionam melhora na circulação, na resistência física geral e no gasto calórico; os exercícios musculares localizados são responsáveis por melhorar a postura da musculatura esquelética e prevenir doenças ósseas e da coluna. Finalizando, não podemos nos esquecer dos exercícios de mobilidade ou flexibilidade que, além de melhorar a postura, diminuem os níveis do estresse cotidiano.

É importante esclarecer que a prática de esportes não substitui os medicamentos e, portanto, não são recomendados para baixar a glicemia de forma pontual e sim melhorar a sensibilidade da célula à entrada de glicose. Exercitar-se diariamente implica em acelerar o metabolismo e aumentar o gasto calórico em repouso (metabolismo basal), fazendo com que a quantidade de medicamento seja diminuída.

Para os recém diagnosticados, o grande segredo é observar o comportamento glicêmico durante e após a prática de esportes, com a finalidade de evitar as hipoglicemias, consequentes da ação dos medicamentos somada aos exercícios.

Quanto à faixa etária, as diferenças ou restrições de exercícios dependerão da mobilidade e preferência de cada um, pois só encontraremos resultados positivos se houver adesão à modalidade escolhida, exercida de forma regular e constante e de intensidade ligeiramente cansativa. Nunca esquecer de que os treinos sempre serão individualizados, respeitando as necessidades de cada um.

Caro leitor, não desanime! Lembre-se de que para se tornar ativo, você não precisa aderir a um esporte formal. Se não gosta de frequentar academia, não sabe nadar e andar de bicicleta, procure atingir o mínimo de atividade exigida em suas rotinas diárias, como por exemplo ao invés de usar o elevador, suba escadas; desça um ponto antes da sua parada de ônibus e procure ir aos locais mais próximos de sua casa a pé e, se pretende caminhar mais vezes ao dia e se socializar, adote um animal de estimação. Tenha certeza de que você estará praticando um exercício com a companhia de um amigo.

Com amor e afeto a sua saúde agradece!

*Emerson Bisan é educador físico com especialização em Treinamento Desportivo de Alto Nível na Academia Estatal de Cultura Física de Moscou, Rússia.

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

kite_2

A história de um apaixonado por esportes náuticos

Por Eduardo dos Santos Simon Em 1972, quando tinha apenas 11 anos de vida, recebi ...