Home / Exercícios Físicos / Esportes de A - Z / Confira com detalhes os benefícios do jiu-jítsu e seus cuidados durante a prática!

Confira com detalhes os benefícios do jiu-jítsu e seus cuidados durante a prática!

Conheça todos os cuidados para praticar Jiu-Jítsu!

Depois de assistirmos ao vivo ou pela TV as Olimpíadas e Paraolimpíadas, muitas pessoas ficaram empolgadas em começar uma atividade física. A atleta Rafaela Silva conquistou a tão sonhada medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio com a modalidade jiu-jítsu, e foi exemplo não só para muito brasileiro que gosta da luta, mas sim para pessoas, que querem emagrecer ou manter o peso, diminuir o estresse do dia a dia ou, até mesmo, que querem ficar com mais saúde ou controlar melhor o controle da glicemia.

Estefany Pozzan Soares, de 12 anos, 7 deles com diabetes tipo 1começou a treinar esta modalidade para melhorar o controle da glicemia e acabou se apaixonando. “Com os treinos diários durante a semana, mantém as taxas controladas de glicemia e utiliza menos quantidade de insulina”.

jiujitsu

“Há dias em que o treino é mais puxado, e tenho episódio de hipoglicemia. Peço licença para o meu professor e vou comer algo (barra de cereal ou suco ou uma bala). Sempre tenho na minha  mochila meu kit para hipo. Não saio de casa sem ele. Eu sempre realizo a automonitorização da glicemia três vezes ao dia. Nos dias que me sinto tonta, preciso medir mais vezes. Por meio desta prática, aprendi a ter regras, agilidade, força, raciocínio, respeito e mais educação”, detalha Estefany.

“O primeiro passo para quem escolheu esta prática é descobrir o que você pode ou não fazer. O jiu-jítsu não têm contraindicações e pode ser praticado por pessoas de todas as idades (desde que sejam orientados por profissionais habilitados), no caso do praticante com diabetes, é necessário um planejamento de redução de doses de insulina, realizar com mais frequência o controle da sua glicemia e sempre ter carboidrato para repor a glicemia durante e depois dos treinos”, explica Winston Boff, educador físico do Instituto da Criança com Diabetes, do Rio Grande do Sul.

Ele comenta os cuidados para que a pessoa com diabetes precise ter ao treinar. “Vale a pena repetir sempre: não importa o esporte escolhido, tenha sempre em mente que o controle glicêmico faz parte da atividade e deve ser feito com uma dedicação em especial: antes, durante e depois da atividade! Além disso, é preciso se hidratar, pois as aulas são praticadas utilizando o Kimono com mangas compridas e de algodão, não ajudando muito na transpiração, por isso durante a atividade física é importante ficar de olho. A pessoa tende a perder mais rápido sódio e potássio e por isso é necessário ingerir muito líquido. A água não fornece nutrientes, porém, já é suficiente para controlar a temperatura corporal durante os treinos”.

“Além dos benefícios apontados acima, durante a aula, há um trabalho de respiração devido aos treinos no chão, exercícios anaeróbicos e aeróbicos e aumento da capacidade cardiovascular, o que melhora a resistência física tanto dos pulmões, quanto do coração. Outros pontos importantes são que aumenta a autoestima e confiança, aprimora a flexibilidade e a coordenação do corpo e melhora os reflexos, ressalta Winston.

Agora que você já sabe que jiu-jítsu pode melhorar seu tratamento e, portanto, é sem dúvidas uma ótima ferramenta para a sua saúde, você pode adicioná-lo em sua lista de atividades físicas. Apesar de ser uma luta, não é agressiva e ensina muito mais do que golpes, e claro, controla suas glicemias e define o corpo! Se você quiser saber um pouco mais sobre a história deste esporte e um depoimento de mais um praticante, vale a pena acessar: https://www.debemcomavida.com.br/jiu-jitsu/

Comentários

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

monica_print

Conheça a trajetória de Mônica Santos com o Diabetes

Mônica Santos, 31 anos e há 19 diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1, licenciada em ...