Home / Alimentação / Confira todas as vantagens do consumo de linhaça aqui!

Confira todas as vantagens do consumo de linhaça aqui!

img_portal (1)

Sementes de Linhaça – conheça os benefícios, as contraindicações e a forma correta de seu consumo

Deise Santiago*

Pesquisadores da Organização Mundial de Saúde realizaram um estudo sobre o efeito da suplementação com o pó da semente de linhaça para o consumo de pessoas com diabetes mellitus. Eles tomaram uma colher de sopa todos os dias durante o período de um mês e, em comparação ao grupo controle, tiveram uma significativa queda na glicemia de jejum, triglicérides e colesterol e uma queda no nível de hemoglobina glicada. Porém, se o açúcar já estiver bem controlado, pode não haver benefício adicional.

Por ser fonte de fibras, inicialmente é benéfica no controle da regularização do intestino, do colesterol e da glicemia. Além disso, estudos comprovam que, por atuar na prevenção da hipertensão, também é capaz de prevenir doenças cardiovasculares, graças à presença do ômega 3 em sua composição.

A linhaça possui vitamina E, antioxidante que previne o envelhecimento precoce, os constituintes ômega 3 e 6 auxiliam no combate ao colesterol LDL (ruim), no controle do diabetes e amenizam os efeitos da tensão pré-menstrual (TPM) pela presença de isoflavona e fitoesteróis.

As sementes podem ser consumidas em várias formas: triturada, em farinha ou em óleo e podem ser acrescentadas às vitaminas, sucos, sopas, mingau de aveia, iogurte, frutas, no preparo de pães, tortas, bolos, dentre outros. Aconselhamos não comer as sementes sem antes triturá-las, devido ao nosso organismo não conseguir digeri-las, podendo expulsá-las sem mesmo ter absorvido.

É importante consumi-las cruas, pois o calor do cozimento pode alterar os seus ácidos graxos essenciais.

Para obter os benefícios desejados, é recomendável o consumo de 30 gramas diárias, ou seja, duas colheres de sopa ao dia.

Porém, assim como quase todo tipo de complemento natural, ela possui algumas contraindicações:

  • Pessoas com esclerose sistêmica não devem ingeri-las, pois podem causar obstrução intestinal, ou seja, a conhecida prisão de ventre.
  • É contraindicado o seu consumo excessivo de forma repentina, pois pode causar reações alérgicas. Comece a ingestão aos poucos, de forma gradual até alcançar a quantidade ideal.
  • Os médicos orientam as gestantes a não consumirem as sementes de linhaça durante o período de gestação, pois já foram registrados casos de deformidade do aparelho reprodutivo do feto devido ao consumo materno.
  • A linhaça não deverá ser ingerida no período em que outros medicamentos estiverem sendo utilizados, pois ela poderá bloquear ou dificultar a absorção dos fármacos pelo organismo.

Quanto aos efeitos colaterais provocados pelo consumo excessivo, pode causar prisão de ventre ou diarreia, devido às fibras presentes. Porém, tudo irá depender da quantidade de água que a pessoa ingerir ao longo do dia.

Há também estudos que indicam a demora na coagulação sanguínea provocada pela ingesta em demasia das sementes.

Outras pesquisas relatam os sintomas mais frequentes decorrentes do abuso em seu consumo como náuseas, vômitos, dor abdominal até casos mais graves onde ocorre obstrução da respiração e choque anafilático.

Para evitar maiores problemas, o ideal é consultar um nutricionista para verificar a real necessidade da prescrição das sementes de linhaça.

*Deise Santiago é Nutricionista Clínica e Esportiva, Educadora em Diabetes, Coach de Emagrecimento.

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

capa_obesidade

O peso da obesidade infantil no desenvolvimento da criança

Dados, sintomas e a importância do incentivo a hábitos saudáveis Segundo a Organização Mundial de ...