Home / Consumidores / Depoimentos / Conheça a fundadora da FUVIDA – Fundação Aprendendo a Viver com Diabetes, do Equador!

Conheça a fundadora da FUVIDA – Fundação Aprendendo a Viver com Diabetes, do Equador!

Adesão ao Tratamento e a Melhora na Qualidade de VidaAracely

“Quando as pessoas com diabetes aceitarem a doença, compreendê-la através da busca constante de informações e apegarem-se ao tratamento com entrega, disciplina e responsabilidade, com certeza obterão uma melhor qualidade de vida”, estas são as palavras de Aracely Basurto Calderon, fundadora há 23 anos da FUVIDA – Fundação Aprendendo a Viver com Diabetes, quando sua filha Andrea Cabrera, de dois anos de vida, foi diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1.

Trata-se de uma organização sem fins lucrativos com sede em Guayaquil – Equador, associação membro da Federação Internacional de Diabetes (IDF).

A FUVIDA preza a capacitação, mediante palestras e cursos com profissionais da área de saúde especializados em educação diabetológica, promove interação com universidades, permitindo aos futuros profissionais conhecer o diabetes tipo 1, incentivando na criação de projetos institucionais. Além disso, facilita o aprendizado e o empoderamento das famílias, crianças e jovens, ensinando-os a viver com a doença, através de palestras, convivências e acampamentos. Oferece ainda, constante apoio psicológico emocional, social e terapêutico para a mudança no estilo de vida, promovendo uma alimentação saudável e motivando as pessoas com diabetes a manterem uma atividade física recreativa.

Segundo Aracely “ a nossa fundação ainda entrega insumos mensais, promove a integração familiar e, atualmente, criamos um aplicativo para cálculos de bolus de insulina em parceria com a ESPOL (Escola Superior Politécnica do Litoral), uma das mais prestigiadas universidades do país, que detecta alimentos através de uma fotografia. Ainda, estimula a criação de Projetos de Investigação com Organizações relacionadas com o Sistema Nacional de Saúde Pública (INSP).

Semelhante ao que ocorre no Brasil, as pessoas com diabetes no Equador enfrentam os mesmos problemas como: a falta de insumos, de profissionais capacitados, de educação e de continuidade no tratamento. Mediante esse quadro, a FUVIDA espera sensibilizar as autoridades, mostrando a verdadeira pandemia que essa doença crônica se tornou.

Aracely Basurto Calderon é farmacêutica, química e em seu currículo participou de 15 cursos internacionais sobre diabetes, é educadora em diabetes e ganhou um prêmio regional pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) para melhorar a qualidade de vida das pessoas com a doença em seu país.

A trajetória de vida dessa jovem senhora é motivo de inspiração para centenas de pessoas que, assim como ela, desejam contribuir para a melhoria da saúde pública em todos os países carentes do Planeta.

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

Caixa10--Crianças_1

O que é Diabetes Box?

Diabetes Box, antenado, oferece várias opções de planos de assinatura para quem busca tratamento com ...