Home / Consumidores / Depoimentos / Conheça o perfil do médico chileno Dr. Patricio Davidoff que batalha tanto para que a pessoa com diabetes possa aderir ao tratamento!

Conheça o perfil do médico chileno Dr. Patricio Davidoff que batalha tanto para que a pessoa com diabetes possa aderir ao tratamento!

Dr. Patricio Davidoff engaja as pessoas com diabetes e seus familiares a modificarem seus estilos de vida e a buscarem suas felicidades


PatrícioConheci o Dr. PatricioDavidoff no último Congresso da Federação Internacional do Diabetes, ocorrido em dezembro do ano passado, em Abu Dhabi, e ficamos muito amigos desde então, pois é uma pessoa maravilhosa, que luta para que as pessoas com diabetes possam aderir ao tratamento.

Descobri que ele é médico cirurgião da Universidade do Chile, diabetólogo, presidente da Comissão de Assuntos Profissionais da Sociedade Chilena de Endocrinologia e Diabetes, ex-professor de metabolismo da Universidade de Medicina Piere et Marie Curie, de Paris, com mestrado Nutrição Clínica e Experimental. Também é ex-presidente da Comissão Nacional de Nutrição e foi assessor de um dos Ministros de Saúde do Chile.

E só descobri todas estas credenciais, pois o entrevistei agora para o Portal De Bem com a Vida. Relembrando todos os papos que tive com ele, percebi o quanto ele é humanitário e colocou como missão na sua vida convencer as pessoas a fazerem o tratamento adequado.

“Vim de uma família de engenheiros, professores e advogados e decidi ser médico, pois queria e quero cuidar das pessoas. No terceiro ano de medicina, resolvi ser diabetólogo, quando tive contato com o gestor de diabetes e que me ensinou tudo sobre hemoglobina glicada. Outro fator que pesou na minha escolha em ser diabetólogo foi o falecimento do meu pai com a causa de mau controle do diabetes”, explica Dr. Davidoff.

Entre 1994 e 2014, ajudou o Ministério da Saúde do Chile a fazer um programa para garantir as insulinas para as pessoas com diabetes no país e em 2016, ajudou outros ativistas a incluir a bomba de insulina no protocolo de saúde das pessoas com diabetes tipo 1. As campanhas envolveram inclusive jogadores de futebol famosos, chegando a convencer a presidente Michele Bachellet sobre esta causa.

Quando perguntado sobre os desafios da profissão, ele enumera: “motivar as pessoas a modificarem seus estilos de vida, a engajarem a sociedade e principalmente as autoridades sobre os cuidados e os riscos do diabetes e convencer este último público sobre a importância das pessoas com diabetes a terem um tratamento integral”.

Por isso, como mensagem, Dr. Patricio Davidoff destaca “a pessoa com diabetes não pode se sentir como uma enferma, ela precisa ser motivada pela equipe de saúde a buscar e melhorar sua qualidade de vida. É necessário convencer este público e sua família que o melhor resultado é ter um controle adequado da glicemia”.

“Nós falamos sempre para as famílias e para as autoridades sobre a importância de que a pessoa com diabetes precisa ter um apoio transdisciplinar dos profissionais de saúde para que possam aderir ao tratamento e buscarem sua felicidade, independentemente do diabetes. A doença não limita a pessoa a encontrar a felicidade”, finaliza o diabetólogo.

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

^F0AEE20E70FB534FD1365013DDD73ECC25FBDF7F8DFBD7AD02^pimgpsh_fullsize_distr

A automonitorização glicêmica torna o paciente com diabetes mais independente e cooperativo com o tratamento! Confira a matéria aqui!

A automonitorização intensiva também melhora o controle glicêmico de pessoas com diabetes mellitus tipo 2 ...