Home / Como lidar com o Diabetes / Conheça os benefícios da Suplementação de Probióticos em gestantes!

Conheça os benefícios da Suplementação de Probióticos em gestantes!

Suplementação de Probióticos e Controle Metabólico no Diabetes Gestacional

Leticia Fuganti Campos*

Durante a gestação, há alteração no funcionamento intestinal relacionado às alterações hormonais e físicas desse período. A constipação intestinal é uma queixa frequente durante a gravidez, podendo causar desconforto abdominal, distensão, cólicas, dor ou sangramento nas evacuações e inclusive hemorroidas.

A microbiota intestinal tem inúmeras funções no organismo; além de regular o funcionamento intestinal, interage com o metabolismo do hospedeiro, influenciando na imunidade, inflamação, infecções e alterações metabólicas como a regulação do peso corporal e controle da glicemia.

A suplementação com probióticos pode modular e adequar a microbiota intestinal. Entretanto, é importante destacar que não existe consenso quanto aos micro-organismos que devem ser utilizados e as doses administradas. Por isso, a suplementação deve ser feita sob orientação médica ou de um nutricionista.

Interessante estudo recém-publicado (18/05/2016) pelos autores Karamali M, Dadkhah F, Sadrkhanlou M, Jamilian M, Ahmadi S, Tajabadi-Ebrahimi M, Jafari P, Asemi Z sobre os efeitos da suplementação de probióticos no controle glicêmico e o perfil lipídico no diabetes gestacional, incluiu 60 gestantes, primigestas (ou seja, grávidas pela primeira vez), com idade entre 18 e 40 anos. As participantes foram escolhidas de maneira duplo-cega, ou seja, elas não sabiam se iriam receber probiótico ou placebo.

gestante

As pacientes que receberam probióticos ingeriram diariamente cápsulas contendo três cepas de bactérias viáveis: Lactobacillus acidophilus (2×109CFU/g), L. casei (2x 109 CFU/g) e Bifidobacterium bifidum (2x 109CFU/g) durante seis semanas. O grupo controle recebeu diariamente cápsulas contendo celulose, igualmente por seis semanas. Amostras de sangue foram coletadas em jejum no início e no fim do estudo para análise de marcadores relevantes.

Após seis semanas de intervenção, a suplementação com probióticos, quando comparada com o grupo placebo, resultou em benefícios no controle glicêmico, de triglicerídeos e nas concentrações de colesterol VLDL.

O controle metabólico no diabetes gestacional é fundamental. Entretanto, as opções terapêuticas durante a gestação são limitadas. A terapia nutricional tem papel determinante no tratamento do diabetes gestacional, mas muitas vezes não é suficiente para atingir o controle metabólico adequado.

A relação entre a microbiota intestinal e a resistência à ação da insulina está cada vez mais estabelecida na literatura e sua modulação por meio de probióticos tem se mostrado capaz de melhorar o controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Indivíduos com a referida doença apresentam baixo grau de inflamação crônica, que pode ser revertida com modulação da microbiota intestinal.

Os dados do efeito da suplementação de probióticos no controle glicêmico e perfil lipídico em mulheres com diabetes gestacional são escassos, mas segundo o referido trabalho, é bastante promissor. Mais estudos serão necessários para que sejam definidos a dose, as cepas utilizadas e o tempo de suplementação para que possam contribuir para o controle metabólico das pacientes.

*Leticia Fuganti Campos é nutricionista, pós-graduada em Nutrição Clínica pelo GANEP e em Educação em Diabetes pela UNIP, especialista pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral, Mestre pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Doutoranda em Clínica Cirúrgica pela Universidade Federal do Paraná e Membro do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabetes.

Comentários

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

juntos

Roche Diabetes Care promove o Programa Juntos & Conectados em Sorocaba

A Roche Diabetes Care criou O Programa de Educação Continuada Juntos & Conectados para levar ...