Home / Alimentação / Conheça os diferentes tipos de açúcar

Conheça os diferentes tipos de açúcar

açúcar_miolo

Os vários tipos de açúcar disponíveis para o nosso consumo ainda geram dúvidas e inseguranças para quem convive com diabetes. Pensando nisso, convidamos Maristela Strufaldi, nutricionista e educadora em diabetes, membro do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), para compartilhar com você informações embasadas.

Quais são os tipos de açúcar?
Açúcar refinado: é o açúcar de mesa, proveniente da cana de açúcar. No processo de fabricação é polido, fazendo com que o torne fininho. Devido a tal processo, há perdas de vitaminas e sais minerais.

Açúcar cristal: possui como característica os cristais grandes, transparentes ou levemente amarelados e praticamente as mesmas propriedades do refinado, com pouquíssimos minerais a mais.

Açúcar invertido: é similar a um xarope, resultado da reação da sacarose (açúcar refinado) com água e calor, onde a molécula se quebra e se divide em glicose e frutose – a sacarose é adicionada à mistura. É comumente usado pela indústria para a confecção de balas e biscoitos, pois ele impede a cristalização e funciona como um “conservante”.

Açúcar orgânico: nesse tipo de açúcar não são utilizados ingredientes artificiais ou agrotóxicos em nenhuma etapa do ciclo de produção; é considerado natural desde o plantio, sem adubos e fertilizantes químicos, até a embalagem é biodegradável.

Açúcar mascavo: é mais escuro e menos processado, conservando o ferro, cálcio e outros sais minerais.

Açúcar demerara: o seu processo de fabricação é bem parecido ao do cristal, com menor processamento e sem acréscimo de aditivos químicos. Os grãos têm aparência marrom-clara ou caramelo e são levemente mais úmidos, devido ao alto teor de melaço de cana que envolve o açúcar. Preserva uma maior quantidade de vitaminas e sais minerais, quando comparado aos açúcares cristal e refinado.

Açúcar light: é uma mistura entre açúcar refinado e adoçante. Por esse motivo, apresenta um menor valor calórico.
Para quem tem diabetes, nenhum açúcar é proibido, sendo importante consumir com moderação, tenha a pessoa ou não a doença. O seu consumo não pode ultrapassar 5% do valor calórico total / dia. Contudo, como já descrito anteriormente, os açúcares mascavo, demerara e orgânico são os que mais preservam nutrientes e recebem menor processamento. A mesma conduta deve ser adotada por indivíduos obesos.

Todos os açúcares impactam na glicemia, tal como outros carboidratos (pães, massas, cereais, batatas). Mesmo o light, que possui uma parcela de adoçantes, eleva a glicemia e por isso, deve ser consumido com moderação em meio à alimentação saudável.

Segundo a Organização Mundial de Saúde e a Sociedade Brasileira de Diabetes, o consumo de sacarose não deve ultrapassar 5% do valor calórico total/dia. Exemplificando, para uma dieta alimentar de 2mil kcal, o consumo máximo de açúcares não deve passar de 50g por dia.

A Tabela Brasileira de Composição de Alimentos da UNICAMP e da USP são as principais referências para a consulta de nutrientes e comparação desses alimentos. Destaca-se que a quantidade de carboidratos é a mesma entre todos os tipos (exceto do açúcar light que possui uma quantidade discretamente menor, devido à presença do adoçante). A contagem de carboidratos desses açúcares é feita da mesma forma que os demais carboidratos, ou seja, através da consulta de rótulos, manuais de contagem de carboidratos e aplicativos.

Veja mais: 
Açúcar: bandido ou mocinho?

A atuação do açúcar no envelhecimento

Folhado de chocolate e morango sem adição de açúcar

 

Portal De Bem Com a Vida

Feito com muito carinho por profissionais de saúde, comunicação e por quem entende e convive com Diabetes, para você ficar bem antenado.

More Posts

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

juntos

Roche Diabetes Care promove o Programa Juntos & Conectados em Sorocaba

A Roche Diabetes Care criou O Programa de Educação Continuada Juntos & Conectados para levar ...