Home / Como lidar com o Diabetes / De pai para filha: a paixão de cuidar de sorrisos

De pai para filha: a paixão de cuidar de sorrisos

dentista_foto

Ainda guardo num porta joias trancado a sete chaves as minhas memórias mais caras para que nunca se percam.

Lembro como se fosse hoje, papai me levava ao seu consultório nas férias de verão para que as brigas lá em casa com a minha irmã dessem uma trégua. Era tão pequena, acho que tinha uns cinco anos, mas me comportava como uma mocinha bem-educada; passava horas imóvel com os olhos arregalados, observando meu pai trabalhar e como eu o admirava…como poderia realizar tantas tarefas sozinho, atuando em tantas especialidades? Recordo com que maestria executava o tratamento dos canais, manejando as limas de calibres diminutos semelhantes a microagulhas que entravam e saíam de minúsculos orifícios – locais onde moravam os nervos, que estavam contaminados por bichinhos e que, portanto, precisavam ser extirpados – , assim ele explicava.

Presenciei algumas sessões de dentística – o ramo da Odontologia que atua na área da cosmética e da restauração dental, onde ele esculpia cada dente com a sua anatomia peculiar, e o trabalho final era uma obra de arte.

Apesar de tão pouca idade, assisti à remoção de um dente incluso e, ainda por cima, era um supranumerário, ou seja, aquele mocinho deitado na cadeira odontológica, tinha um dente a mais! Meu pai tomou todos os cuidados para que tudo corresse bem e aconselhou o menino que tomasse um sorvete após o término da cirurgia e não colocasse compressas quentes no rosto, pois poderia ficar com a face inchada. O adolescente, faminto, pulou da cadeira e foi devorar um hambúrguer na lanchonete que ficava bem próxima da clínica.

Os anos se passaram e acabei por vias tortas seguindo a mesma profissão. Escolhi a Odontopediatria como especialidade e meu pai, nesta época, havia se especializado em Ortodontia. Fizemos uma linda parceria e este “casamento” não poderia ser melhor; discutíamos casos clínicos e dividíamos as alegrias e aflições do nosso trabalho.

Os aprendizados que a Odontologia me trouxe

Vi e aprendi muita coisa, porém, nesses anos de convivência, percebi grandes diferenças entre a Odontologia exercida pelos cirurgiões dentistas pertencentes à geração de meu pai, que era mais artesanal e a minha, técnico-científica e fazendo uma retrospectiva, fica claro que essa carreira passou por diversas fases.

Os profissionais preocupavam-se inicialmente com o alívio da dor, tratando a lesão cariosa e suas consequências, com a doença periodontal e com os distúrbios das maloclusões dentárias, porém com uma visão limitada e isolada dos demais órgãos do corpo, enfatizando a doença em detrimento da saúde. Hoje, atuam em um grande sistema, que é complexo, indivisível e interligado – o Sistema Estomatognático. Os dentes, língua, ossos, maxilares, músculos, vasos sanguíneos, complexo neural e ATM fazem parte desse sistema que realiza funções vitais como mastigação, deglutição, respiração, não se esquecendo também da fonação, de extrema sensibilidade e importância para a manutenção de todo equilíbrio biológico do indivíduo.

A sede do saber sempre acompanhou minha jornada, e por conta disso precisava buscar outros caminhos, já que constantemente me deparava com pacientes homeopatizados no consultório que vinham em busca de tratamento diferenciado, e era preciso que eu estivesse apta em conhecimentos para que houvesse uma perfeita integração do tratamento odontológico ao tratamento médico homeopático, com a finalidade de compor a visão integral do paciente.

Literalmente me apaixonei pela Homeopatia, especialidade que adquiri no campo odontológico e médico. Graças à Ciência da Observação, como também é chamada, ampliei os meus conhecimentos, agucei o meu poder de observação, enriquecendo dessa forma, o meu horizonte terapêutico.

E assim, vinte anos se passaram. Inesperadamente, meu pai adoeceu e uma pneumonia o levou após vinte sofridos dias. Seus lindos olhos se fecharam para sempre!

Assim como eu, minha família nunca mais foi a mesma. Todos morremos um pouco com ele. A Odontologia perdeu uma de suas grandes estrelas, a minha família, o seu maior pilar e o Universo, um verdadeiro Homem de Bem!

 

Veja também:

Dicas importantes antes de se submeter a um procedimento odontológico

Portal De Bem Com a Vida

Feito com muito carinho por profissionais de saúde, comunicação e por quem entende e convive com Diabetes, para você ficar bem antenado.

More Posts

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

shutterstock_260153069

4 aplicativos para monitorar sua atividade física

Cada ano que passa, muitos aplicativos aparecem no nosso dia-a-dia para facilitar a prática de ...