Home / Como lidar com o Diabetes / Entenda como a escola pode ajudar a criança ou o adolescente com diabetes a reconhecer e corrigir a hipoglicemia

Entenda como a escola pode ajudar a criança ou o adolescente com diabetes a reconhecer e corrigir a hipoglicemia

criançaA partir do momento que uma criança tem o diagnóstico de diabetes, podem-se esperar algumas alterações no corpo e comportamento dela. A hipoglicemia é uma reação, denominada de complicação aguda, que acontece quando há falta de açúcar no sangue e consequentemente, falta energia para fornecer às células do corpo e do cérebro.

Quando uma pessoa apresenta hipoglicemia, alguns sintomas são frequentes, como: tremores e tontura, palidez, suor frio e excessivo, fraqueza intensa, dificuldades de concentração, visão dupla, confusão mental, irritabilidade, mudança inexplicável de comportamento, fome intensa, cansaço. Uma pessoa que tem o diagnóstico de diabetes pode reconhecer os sintomas da hipoglicemia ou da hiperglicemia quando isso está acontecendo no seu próprio corpo e outras pessoas que estão ao redor aprendem também a identificar na criança ou no adolescente com diabetes, quando ocorre principalmente a hipoglicemia. Por isso, que os pais devem sempre comunicar à diretoria e aos professores quando o filho tem diabetes, para que eles possam ajudá-lo quando for preciso nesses momentos.

Uma criança passa bastante tempo na escola, e os professores e pais podem ajudá-la  a perceber se algum comportamento está fora do esperado e sugerir uma medição da glicemia capilar. É fundamental que o professor saiba, assim como os pais, o que fazer quando a criança está em hipoglicemia e como corrigi-la.

Quando houver uma frequência intensa destes episódios durante o período de aulas é fundamental que se converse com o médico para rever o tratamento, pois algo deverá ser ajustado. Isto é, a presença do diabetes não deve comprometer o rendimento escolar da criança e um ajuste necessário das medicações pode ser a solução deste problema. Porém se houver por parte da criança preocupação intensa, tristeza, falta de concentração e diminuição do rendimento escolar após o diagnóstico de diabetes, é importante que os pais e professores fiquem muito atentos a esses comportamentos, conversem com a criança e tentem compreender, qual é o ‘uso’ da doença no dia-a-dia. Se estiver muito difícil de entender esta relação é importante que a criança seja avaliada por um psicólogo.

Glaucia Margonari Bechara. Psicóloga Clinica. Mestre em Psicologia da Saúde. Membro da equipe de educação da ADJ Diabetes Brasil.

Comentários

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

juntos

Roche Diabetes Care promove o Programa Juntos & Conectados em Sorocaba

A Roche Diabetes Care criou O Programa de Educação Continuada Juntos & Conectados para levar ...