Home / Alimentação / Saiba qual a melhor opção de macarrão para você

Saiba qual a melhor opção de macarrão para você

macarrão_capa_1

Por Carolina Rodrigues

A culinária sempre se aperfeiçoa com o passar do tempo, mas muitas das receitas que temos acesso hoje, na verdade, são de origem antiga. Uma delas é o chamado macarrão de arroz, ele é derivado do macarrão de farinha de trigo que surgiu há muitos anos.

Mas afinal, qual a verdadeira origem do macarrão?

A origem do macarrão sempre foi disputada entre chineses, italianos e árabes, segundo alguns pesquisadores, Marco Polo, aventureiro italiano do século 13, trouxe o macarrão da China para a Itália. Outros defendem a ideia de que os árabes trouxeram o alimento da Europa, quando dominaram a maior das ilhas italianas – a Sicília – no século IX.

Outros, um pouco mais imaginativos, contam que o macarrão foi roubado dos laboratórios de um bruxo alquimista italiano, servido ao rei – que achou o novo prato maravilhoso – e assim, teria caído no gosto popular. Uma curiosidade à parte é que para os orientais o macarrão de arroz também é chamado de Bifum.

Macarrão de arroz x Macarrão Tradicional

Independentemente da origem, o macarrão de arroz é o mais utilizado hoje, devido a necessidade de oferecer aos consumidores uma opção mais saudável da alimentação, principalmente às pessoas com doença celíaca, que não podem consumir glúten. Este alimento não tem sódio nem gorduras saturadas e possui menor índice glicêmico que o macarrão comum.

Mas para entendermos melhor as diferenças, a matéria-prima é a alma do negócio, pois o macarrão de arroz é produzido com água e farinha de arroz, enquanto que o tradicional já possui a farinha de trigo branca. E se compararmos com a versão integral, este é feito com farinha de trigo integral. Todos eles podem ser produzidos com ou sem ovos.

Com esta matéria-prima, o macarrão nas versões de arroz e o integral possuem baixo índice glicêmico, o que é mais indicado para pessoas com diabetes devido à lenta absorção pelo organismo. A versão tradicional tende a ficar mais gorduroso ao acrescentar o molho.

E o molho, qual escolher?

A melhor opção é o tradicional molho ao sugo (molho de tomate puro), pois as demais acrescentam muitos ingredientes calóricos ou gordurosos, apesar do sabor magnífico. Aqueles a base de molho branco são os mais gordurosos, em função da combinação de farinha branca e manteiga na sua receita.

Ingredientes como presunto, bacon, queijos também deixam os molhos mais gordurosos e é recomendável que todas as pessoas, não só aquelas que têm diabetes, controlem a quantidade desses ingredientes no prato.

Qual quantidade de macarrão consumir na semana?

O macarrão (tradicional, integral ou de arroz) é uma fonte de carboidratos, e por isso fornece ao organismo muita energia. Ele pode ser consumido até duas vezes por semana, substituindo o arroz e preparado com molhos mais saudáveis.

Podemos tornar o macarrão um prato mais apetitoso quando colocamos algumas verduras, legumes, carnes na sua preparação. Ele pode se tornar uma refeição completa quando combinado com vários alimentos.

Uma dica muito legal é preparar o macarrão com legumes ralados, carnes desfiadas, verduras cozidas, usando, como exemplo algumas opções como brócolis, berinjela em tirinhas, abobrinha e cenoura ralada, frango desfiado ou atum.

Você pode explorar sua criatividade para tornar esse prato bem mais colorido, nutritivo e saudável!

*Carolina Rodrigues, nutricionista e técnica em nutrição, com especialização em Educação em Diabetes pela ADJ – Diabetes Brasil, SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes e a IDF (International Diabetes Federation).

Portal De Bem Com a Vida

Feito com muito carinho por profissionais de saúde, comunicação e por quem entende e convive com Diabetes, para você ficar bem antenado.

More Posts

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

juntos

Roche Diabetes Care promove o Programa Juntos & Conectados em Sorocaba

A Roche Diabetes Care criou O Programa de Educação Continuada Juntos & Conectados para levar ...