Skate

A prática do skate traz inúmeras vantagens. Confira aqui!

skate II“Skate meu esporte/Meu meio de transporte/Parte da minha história/E cicatrizes dos meus cortes/Quem trabalha sério/Também conta com a sorte”. Esta estrofe pertence à música Skate Vibration do falecido cantor Charlie Brown Jr, um dos ícones do skate. Este esporte ficou mais conhecido nos meios de comunicação, principalmente em Santos, após o artista ter apoiado campeonatos e a prática do esporte.

Esta modalidade surgiu na década de 1960 em Los Angeles, quando os surfistas quiseram fazer uma prancha nas ruas, já que na época as marés estavam baixas, sem ondas. Em 1973, o norte-americano Frank Nasworthy inventou as rodinhas de uretano, que revolucionaram o esporte e este foi copiado em todos os lugares do mundo.

Há dois anos, Henrique Alves Toledo, estudante com 15 anos, 7 anos com diabetes, começou a aprender a se equilibrar sobre as quatro rodinhas e a realizar as manobras do skate vendo os amigos e assistindo aos vídeos disponíveis na internet. “Na época eu não fazia esporte, então, comprei um skate, mostrei a meus amigos e comecei a aprender a andar. Eu costumava praticar todos os dias, mas por causa dos estudos, comecei a andar em finais de semana”, conta.

A prática oferece inúmeros benefícios como fortalecimento do sistema respiratório, exige a atuação dos músculos de todo o corpo, principalmente dos joelhos e panturrilhas, definindo os músculos por meio da realização de saltos e agachamentos, giros e chutes. O esporte também trabalha o abdômen e glúteos além dos braços para se locomover e apoiar as mãos para evitar quedas.

Henrique reforça as vantagens do esporte, “andar de skate deixa a perna mais “durinha”, melhora os músculos, e ajuda no controle glicêmico, além da queima de calorias. Algumas manobras você usa os braços e precisa de equilíbrio para se manter em cima do skate. Outros benefícios são: a parte emocional fica mais motivada, porque a cada vez que você aprende uma manobra, ganha mais motivação pra aprender uma nova e continuar praticando as que já conhece”.

Mas para praticar são necessários cuidados. “É sempre bom ter uma cotoveleira, a joelheira e o capacete, não só para iniciantes, mas pra os adultos também, lembrando que até os profissionais utilizam os acessórios. Eu uso sempre uma calça, para poder proteger mais a perna, o calcanhar e o joelho. A camiseta é de sua escolha. Algumas vezes uso shorts, mas sempre tomando cuidado para não me machucar. Outra preocupação é que conforme vou andando de skate, fico cansado, gasto a energia que tenho, e calculo a quantidade certa de insulina para não ter uma hipoglicemia, já que há uma queima de carboidrato, pois ele é nossa energia para poder andar”, ressalta Henrique.

“Eu aconselharia outras pessoas a praticar o esporte porque é muito bom, você aprende a fazer manobras muito legais e faz novas amizades, gasta energia, algumas calorias e sempre acaba tendo uma meta, um objetivo para melhorar e isso pode influenciar em seu emocional, pode te deixar mais motivado, feliz! Eu espero que eu consiga aprender mais manobras e entrar em alguns campeonatos, conhecer outros skatistas e aprender com eles”, depõe Henrique.

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

monica_print

Conheça a trajetória de Mônica Santos com o Diabetes

Mônica Santos, 31 anos e há 19 diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1, licenciada em ...