Home / Exercícios Físicos / Esportes de A - Z / Você é ou está sedentário? Se informe sobre as dicas para começar a praticar a atividade física!

Você é ou está sedentário? Se informe sobre as dicas para começar a praticar a atividade física!

8 Dicas para começar a praticar atividade física

8 dicasSão inúmeros os benefícios que a pessoa tem ao realizar alguma atividade física, em geral, e são enumerados pelo educador físico Emerson Bisan, diretor da Nova Equipe Assessoria Esportiva:  “melhora da condição cardiovascular e da condição respiratória, trazendo benefícios na resistência e no fôlego, redução de doenças ligadas ao coração; diminuição da porcentagem de gordura e aumento da massa muscular, dando um aspecto atlético e saudável (benefício estético); melhora nos índices dislipidêmicos, ou seja dos níveis de colesterol e triglicérides; regulação hormonal, que proporciona autoestima, confiança, reduz o stress  e a  ansiedade;  otimização da postura com a proteção da coluna e aumento da flexibilidade nos músculos; redução das doenças ósseas com o estímulo dos exercícios, que melhoram a absorção de cálcio  nos ossos”.

Para a pessoa com diabetes, Emerson destaca que “em geral, o indivíduo com a condição tem deficiência na produção da insulina e existe também uma resistência à absorção da glicose, principalmente no tipo 2.  Os exercícios são fundamentais na redução dessa resistência, deixando as células de transporte de glicose super sensíveis a absorção; com a prática regular dos exercícios, a quantidade de medicamentos pode ser reduzida drasticamente, trazendo benefícios até econômicos no tratamento. Sabemos que  músculos mais fortes e mais ativos gastam mais energia em repouso, mantendo o metabolismo acelerado, e isso ajuda muito no controle glicêmico; há melhora na circulação periférica causada pelos exercícios, reduzindo os riscos de uma das principais complicações do diabetes que é a neuropatia periférica. Tudo isso proporciona melhora nas condições autônomas de automonitorização e confiança para levar uma vida normal e saudável”.

1- Mas para realização da atividade física, Emerson dá dicas para quem quer começar ou para aqueles que já praticam há algum tempo:

2 – Antes de começar a prática de atividade física, conheça junto ao seu médico sua condição clínica e quais as limitações médicas;

3 – Procure um profissional da área para começar as atividades, conhecendo através de avaliações sua condição física, quais as suas limitações, quais parâmetros para controle de intensidade e trace junto ao professor sua meta;

4 – Nunca inicie suas atividades em jejum, faça uma refeição adequada para que tenha energia e disposição para completar sua rotina de exercícios;

5 – Principalmente no início das atividades: aumente a frequência da monitorização, fazendo mais testes para observação do comportamento glicêmico antes, durante e depois dos exercícios, e leve para seu médico;

6 – Se for necessário: faça a adequação da quantidade de medicamento nos dias de exercícios junto ao médico;

7 – É muito importante carregar com o praticante o monitor de glicemia e uma porção de açúcar de rápida absorção para correção em casos de hipoglicemias. Exemplos: torrões de açúcar, sachês de mel, balas de goma, jujubas, sucos e refrigerantes (NÃO DIET);

8 – O praticante deve sempre estar identificado com uma carteirinha, um colar, um chaveiro ou uma pulseira, dizendo que é diabético e qual o contato para emergência;

Mais importante que o tipo, a intensidade e a quantidade de exercício é a regularidade, então procure escolher as atividades, que mais lhe agradam e te deixe sempre motivado para a prática.

Mas as dicas não param por aqui, Emerson ainda sugere recomendações após o exercício. “Muito importante principalmente quando está começando a prática de atividade que se observe o comportamento glicêmico pós-exercícios, pois dependendo da intensidade e volume do exercício, o risco de hipoglicemia pode aumentar até por 48hs, devido ao aumento no gasto energético”.

Agora é só seguir as sugestões do Emerson Bisan e ter os benefícios para uma vida saudável e para uma vivência mais plena.

Comentários

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

monica_print

Conheça a trajetória de Mônica Santos com o Diabetes

Mônica Santos, 31 anos e há 19 diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1, licenciada em ...