Home / Associações / Você sabe qual é a atuação de uma associação de diabetes?

Você sabe qual é a atuação de uma associação de diabetes?

associação_miolo

Na internet, muitas associações de diabetes têm criado suas páginas, colocado suas iniciativas, mas muitos dos internautas não sabem perfeitamente qual é o papel de uma associação e como ela pode ajudar a sociedade.

Para começarmos, é importante saber que as associações são Organizações Não Governamentais que ganharam força no Brasil em 1992, quando governantes de 108 países e 9 mil ONGs se reuniram no Rio de Janeiro para discutir os rumos ecológicos do planeta. A Rio-92, como foi batizado o encontro, entrou para a história das organizações não governamentais brasileiras. Nunca elas haviam conseguido tanto destaque e espaço para debater suas posições, lado a lado com os mais importantes chefes de Estado.

As ONGs são as ferramentas que a população tem para participar da sociedade. São pessoas que se unem por uma causa comum, lutando por ideais que consideram relevantes e, até por isso, focadas e especializadas nesses temas. O papel das ONGs atualmente é muito abrangente, visto que elas podem atuar em várias frentes, desde lidar com as tensões e desigualdades sociais, os problemas decorrentes da superpopulação das grandes metrópoles, até as questões ecológicas. O contexto em que vivemos exige uma atuação cada vez maior e mais eficiente por parte das organizações não governamentais.

Hoje, o envolvimento das pessoas em diabetes, seja na tomada de decisões clínicas que lhes digam respeito, seja na sensibilização para as políticas de saúde que as afetam, na partilha de experiências com outras pessoas com a mesma condição ou mesmo no contributo ativo para a ciência e investigação clínica – é visto como uma mais-valia inquestionável para o progresso da saúde.

Segundo Graça Camara, psicóloga e coordenadora do Projeto Educando Educadores, surgido a partir de uma parceria entre a ADJ Diabetes Brasil, a Sociedade Brasileira de Diabetes e a Federação Internacional de Diabetes, na educação em diabetes, as associações fornecem ferramentas que ajudam a entender o que acontece com o seu organismo quando estes recebem o diagnóstico de diabetes, respeitando as diferenças de compreensão e hábitos de vida de paciente. Assim, as pessoas poderão desenvolver comportamentos de autocuidado e alcançar resultados a curto e a longo prazo.

Além disso, dentro das associações, as pessoas podem adquirir educação em diabetes também por meio de grupos de apoio especializados, que podem compartilhar experiências com outras pessoas, que têm a mesma condição. Esses grupos facilitam também o compartilhamento de ideias sobre as formas de cuidar do diabetes, preparação de alimentos e sobre a ação da atividade física no organismo.

Outra função muito importante é que muitas associações estão ajudando as pessoas a conhecerem seus direitos e batalhar pelo acesso ao tratamento adequado. Isso é o que chamamos de advocacy: meios pelos quais as pessoas podem lutar pelos seus direitos e ter sua voz ouvida pelos formuladores de políticas públicas e tomadores de decisão. É na verdade um sinônimo de defesa e argumentação em favor de uma causa. É um processo de reivindicação de direitos, que têm por objetivo influenciar na formulação e implementação de políticas públicas, que atendam as necessidades da população.

Voluntariado em ONG’s
Independentemente das áreas de atuação das ONGs, muitas delas têm dificuldade de encontrar pessoas engajadas que queiram ser voluntárias, para otimizar sua atuação na sociedade.

Por isso, perguntamos: Por que não inserir um trabalho voluntário no nosso dia a dia? Sim, temos nossas preocupações, agenda lotada de compromissos e ainda precisamos reservar um espaço para o descanso. Realmente não é fácil. Mas, como nós administramos o tempo e não o contrário, é possível dedicar um fim de semana por mês, um dia por semana ou mesmo uma hora do dia para uma atividade voluntária, não é mesmo?

E não é tão difícil. Ser voluntário é uma relação humana, rica e solidária. É uma iniciativa que pode ajudar tanta gente e, ao mesmo tempo, ser tão recompensadora que não nos damos conta de que nós mesmos muitas vezes somos mais beneficiados do que a pessoa “carente” naquela ação.

Segundo as Nações Unidas, o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem-estar social, ou outros campos.

Por exemplo, na ADJ Diabetes Brasil, o trabalho voluntário pode ser realizado dentro das possibilidades das pessoas e que, com o gerenciamento do tempo, os participantes têm a sensação de dever cumprido. Além disso, o voluntário tem a certeza que pode abrir uma janela, que pode se tornar muito recompensadora, ao sentir o quanto pode se tornar útil e fazer a diferença na vida de outra pessoa.

Se você ficou empolgado com este texto e quer se tornar um voluntário, o Portal preparou um mapa das Associações do Brasil. Veja: https://bit.ly/2E4s6Xl
Mas, caso você queira conhecer outras ONG’s para se candidatar ao trabalho voluntário, é só acessar o site Atados (https://www.atados.com.br/), plataforma social online que conecta pessoas a oportunidades de voluntariado em causas sociais de diversos segmentos.

Veja mais:
ONG multiplica informação e empatia para quem convive com esclerose múltipla

Portal De Bem Com a Vida

Feito com muito carinho por profissionais de saúde, comunicação e por quem entende e convive com Diabetes, para você ficar bem antenado.

More Posts

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

capa lilian2

Nossa família é como um time, um ajuda o outro a prosseguir

Aos leitores do Portal, deixamos o depoimento de Lilian Pastore, cirurgiã dentista, mãe da pequena ...